categoria filosofia

Crítica da razão tupiniquim

Quando da primeira edição deste livro, Darcy Ribeiro escreveu, em Aos trancos e barrancos: “O Brasil afinal volta a filosofar”. Editado originalmente em 1977, esta obra desmistificadora causou impacto pela forma irreverente e desafiadora de abordar o tema da apropriação da produção filosófica européia nos trópicos.

R$ 40,00

Categoria

Descrição

Quando da primeira edição deste livro, Darcy Ribeiro escreveu, em Aos trancos e barrancos: “O Brasil afinal volta a filosofar”. Editado originalmente em 1977, esta obra desmistificadora causou impacto pela forma irreverente e desafiadora de abordar o tema da apropriação da produção filosófica européia nos trópicos. Trata-se de uma questão diante da qual os que praticam filosofia no Brasil não podem se esquivar: o que significa pensar no periferia do capitalismo? Obra discutida em seminários, congressos, cursos de graduação e pós-graduação. Para esta 12ª edição, o Autor, sem alterar em nada o texto original, escreveu um posfácio, Liberdade e Devir, no qual discute o que significa reinventar o pensamento frente ao atual império ideológico do que chama de globocolonização.

Informação adicional

Peso 250 g
Dimensões 16 x 22 cm
Páginas

134

Acabamento

Capa plastificada

Editora

Criar Edições

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Crítica da razão tupiniquim”